Acesse o Portal  do Ministério da Saúde
Acesse o Portal do Governo Brasileiro
 
Fale Conosco
Mapa do Site
Sites de Interesse
Perguntas Freqüentes
Escolha seu Perfil
Espaço Cidadão Profissional de Saúde Setor Regulado
DestaquesCadastre-se nos Boletins Eletrônicos da Anvisa
Em Questão - O Governo Informa (site da Presidência da República)
Licitação
 

 

Anvisa Divulga - Notícias da Anvisa: Diário e Mensal

Brasília, 15 de setembro de 2003 - 14h
Luteína e zeaxantina são avaliadas em oficina de trabalho

A Anvisa realizou, em Brasília, uma oficina de trabalho sobre a utilização da luteína e zeaxantina na dieta alimentar e sua ação sobre a degeneração macular - doença relacionada ao acúmulo de resíduos oculares que prejudicam a visão, podendo levar à cegueira. Na maioria dos pacientes, os sintomas começam a aparecer a partir dos 50 anos de idade. No Brasil, essa doença é a principal causa de cegueira entre as pessoas com mais de 60 anos.

VEJA TAMBÉM:

Conheça as ações fiscais das Visas estaduais e distrital em alimentos


O evento contou com a participação de renomados pesquisadores, nacionais e internacionais, que atuam na área; funcionários da Anvisa e das Vigilâncias Sanitárias Estaduais e do setor produtivo. A principal conclusão foi de que ainda não existe consenso científico que permita a Anvisa aprovar alimentos contendo luteína e zeaxantina, atribuindo efeitos na redução da degeneração macular.

Para mais detalhes sobre o evento em questão, a Agência disponibiliza um informe no formato de perguntas e respostas.
 
Endereços Importantes
  Voltar Subir Imprimir  
Copyright 2003 - Anvisa