Acesse o Portal  do Ministério da Saúde
Acesse o Portal do Governo Brasileiro
 
Fale Conosco
Mapa do Site
Sites de Interesse
Perguntas Freqüentes
Escolha seu Perfil
Espaço Cidadão Profissional de Saúde Setor Regulado
DestaquesCadastre-se nos Boletins Eletrônicos da Anvisa
Em Questão - O Governo Informa (site da Presidência da República)
Licitação
 

 

Anvisa Divulga - Notícias da Anvisa: Diário e Mensal

Brasília, 11 de agosto de 2008 - 16h25
Novo site da Farmacopéia entra no ar

O novo site da Farmacopéia Brasileira está no ar. O endereço é o www.anvisa.gov.br/farmacopeia. A página, administrada pela Anvisa, traz novidades em relação à anterior.

O internauta, agora, pode conferir as notícias da Farmacopéia, além da relação dos membros da Comissão da Farmacopéia Brasileira (CFB) e dos Comitês Técnicos Temáticos (CTT), a lista de substâncias químicas de referência (SQR) e os canais de interlocução com a CFB. Também podem ser acessados projetos em andamento e consultas públicas. Há, ainda, um espaço para divulgação de publicações relacionadas ao tema. O antigo endereço eletrônico da farmacopéia foi desativado.
“Este novo visual, mais atraente, facilita o acesso às informações para os cidadãos em geral, sociedade acadêmica, setor regulado e profissionais ligados à área”, destaca a diretora da Anvisa, Maria Cecília Martins Brito.

A Farmacopéia é o Código Oficial Farmacêutico do País. O código define os parâmetros mínimos para a fabricação e o controle da qualidade de insumos e especialidades farmacêuticas. Além disso, é utilizada como base para as ações da vigilância sanitária, como o registro, a fiscalização e a análise fiscal. “Por ser de uso obrigatório para quem fabrica, manipula, fraciona e fiscaliza insumos e produtos farmacêuticos, a Farmacopéia é, sem dúvida, questão de soberania e segurança nacional”, afirma Maria Cecília.

Encontra-se em andamento o processo de atualização da Farmacopéia, iniciado em janeiro deste ano. Ainda em 2008, serão contratadas universidades credenciadas para avaliação laboratorial de cerca de 500 monografias, finalizando a revisão das quatro edições da Farmacopéia. “Concluído o projeto de revisão, novas substâncias poderão ser pesquisadas e incluídas na Farmacopéia, sendo as prioridades definidas de acordo com as diretrizes estabelecidas em políticas e programas do Ministério da Saúde e alinhadas com as necessidades da área de registro de medicamentos da Anvisa”, adianta a diretora.

Histórico

A primeira edição da Farmacopéia foi publicada em 1929, a segunda e a terceira edições são de 1959 e 1976, respectivamente. A última teve início em 1988 e foi publicada em seis fascículos, nos anos de 1996, 2000, 2001, 2002, 2003 2005. Todas as edições estão em vigor.

Ao término do processo de revisão, será publicado um Código Farmacêutico Oficial atualizado em um compêndio único.

Informações: Ascom/Assessoria de Imprensa da Anvisa

 
Endereços Importantes
  Voltar Subir Imprimir  
Copyright 2003 - Anvisa