Com a chegada do verão e das festas de fim de ano, verifica-se um aumento no número de surtos de Doenças Transmitidas por Alimentos no país. Esse incremento não está associado unicamente às comemorações, mas também às férias escolares, viagens e carnaval, ocasiões onde as pessoas realizam mais refeições fora de suas residências e ingerem alimentos provenientes de lugares diversos como ambulantes, vendedores de praia, lanchonetes e restaurantes.

Pensando nisso, a Anvisa selecionou algumas dicas para esclarecer sobre os cuidados necessários para garantir a segurança dos alimentos e assim, a sua saúde.

1 - O que são Doenças Transmitidas por Alimentos (DTA)?

São doenças provocadas pelo consumo de alimentos contaminados com micróbios prejudiciais à saúde, parasitas ou substâncias tóxicas.

Os sintomas mais comuns de DTA são vômitos e diarréias, podendo também apresentar dores abdominais, dor de cabeça, febre, alteração da visão, olhos inchados, dentre outros. Para adultos sadios, a maioria das DTA dura poucos dias e não deixa seqüelas; para as crianças, as grávidas, os idosos e as pessoas doentes, as conseqüências podem ser mais graves, podendo inclusive levar à morte.

2 - Como as DTA podem ser evitadas?

A maior parte das DTA pode ser prevenida por meio da adoção de procedimentos higiênicos durante a manipulação dos alimentos.
A Organização Mundial de Saúde elaborou os Cinco Pontos-Chave para uma Alimentação mais Segura. Seguindo essas recomendações, você pode evitar a contaminação do alimento e, conseqüentemente, os casos de DTA.