Módulo 1
Introdução
Propriedades
  Farmacocinética
Tratamento
Comunitárias
Antimicrobianos - Base Teóricas e Uso Clínico

III. Tratamento das infecções comunitárias e relacionadas à assistência à saúde diante da resistência microbiana

2. Ambiente hospitalar - infecções relacionadas à assistência à saúde (IRAS) - infecções hospitalares
2.1. Conceitos importantes

Terapia empírica – uso inicial de antimicrobianos baseado nos agentes mais prováveis da infecção.
Terapia empírica adequada – uso de, pelo menos, um antimicrobiano que é ativo in vitro contra o agente da infecção.
Terapia guiada – uso de antimicrobianos escolhidos, segundo o diagnóstico microbiológico.
Sepse comunitária – é aquela identificada no momento da internação hospitalar ou até as primeiras 72 horas de hospitalização, com exceção daquelas atribuídas aos procedimentos invasivos executados nesse período (ex.: punção venosa profunda, intubação orotraqueal, cirurgia).
Sepse relacionada à assistência à saúde – é aquela relacionada a um procedimento ou dispositivo invasivo realizado durante a internação hospitalar ou relacionada a outros tipos de assistência à saúde como atendimentos domiciliar ou ambulatorial (hemodiálise, quimioterapia).

Terapia Empírica

Identificação do foco de infecção
A localização do foco da infecção é fundamental para o tratamento adequado. Embora nem sempre seja fácil localizar o foco primário, esta deve ser uma preocupação constante para o controle de uma infecção grave.
Alguns pacientes apresentam sintomas sugestivos (tosse, expectoração, disúria, dor lombar, dor abdominal, diarréia) e um foco evidente (pneumonia, celulite, outras infecções cutâneas, infecção pós-cirúrgica), extremamente útil para a orientação da terapia antimicrobiana.

A execução de exame físico minucioso, com especial atenção para manifestações cutâneas (lesões petequiais, escaras de decúbito em locais pouco usuais, como região occipital ou auricular), presença de sopro cardíaco, sinais de irritação meníngea, auxiliam no diagnóstico etiológico presuntivo e orientam a terapêutica.

IMPORTANTE:


Aspectos
que podem interferir na escolha terapêutica pois estão associados ao aumento da resistência microbiana:

  • uso de antimicrobianos nos últimos três meses
  • internação hospitalar nos últimos seis meses
 
« voltar 1 | 2 | 3 | 4 » seguir
                                      ATMracional, 2008