Módulo 1
Introdução
Propriedades
  Farmacocinética
Tratamento
Comunitárias
Antimicrobianos - Base Teóricas e Uso Clínico

III. Tratamento das infecções comunitárias e relacionadas à assistência à saúde diante da resistência microbiana

1. Comunitárias - infecções adquiridas na comunidade
1.1. Trato respiratório

A maior parte dos tratamentos de infecções bacterianas do trato respiratório, tanto superior como inferior, é realizada empiricamente. Assim, o tratamento antimicrobiano deve levar em consideração:

  • os microrganismos mais freqüentemente relacionados aos sítios de infecção e a suscetibilidade aos antimicrobianos;
  • as características farmacocinéticas, os efeitos adversos e também os custos da terapêutica a ser escolhida.

Com o advento de novos antimicrobianos de uso oral, com excelente ação para diversas infecções adquiridas na comunidade, muitos pacientes podem ser tratados de forma eficaz no ambiente domiciliar. Entretanto, uma análise criteriosa deve levar em consideração doenças associadas (imunodeprimidos desenvolvem freqüentemente complicações mais graves como bacteremias e abscessos), gravidade da infecção e a possibilidade de aderência ao tratamento.

Antes de iniciar uma terapêutica antimicrobiana para infecção do trato respiratório, o médico deve avaliar se está realmente diante de uma infecção bacteriana. Com muita freqüência, as infecções virais, principalmente do trato respiratório superior, são tratadas com antimicrobianos determinando custos desnecessários, efeitos adversos e seleção de resistência.

 

« voltar 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 » seguir
                                      ATMracional, 2008