Módulo 1
Introdução
Propriedades
  Farmacocinética
Tratamento
Comunitárias
Antimicrobianos - Base Teóricas e Uso Clínico

IV. Profilaxia antimicrobiana

1. Cirurgia - profilaxia antimicrobiana
1.2. Princípios da profilaxia
concentração do antimicrobiano | início da profilaxia | dose do antimicrobiano | repetição intra operatória | duração da profilaxia

De todos os tópicos a serem estudados, o mais importante é a discussão dos parâmetros farmacodinâmicos e farmacocinéticos. Uma vez compreendidos, a discussão das indicações e esquemas posológicos torna-se muito mais simples.



É importante frisar que a eficácia da profilaxia depende diretamente da administração correta do antimicrobiano.

 

 

Concentração do antimicrobiano

Admite-se que o antimicrobiano deve estar bem concentrado, não necessariamente no tecido manipulado, mas naquele considerado a fonte dos microrganismos.
Exemplo:

  • nas cirurgias limpas, o antimicrobiano deve se concentrar na pele, de forma a diminuir a contagem bacteriana nesta;
  • em cirurgia de cólon, o alvo deve ser o intestino;
  • na biópsia prostática transretal, o antimicrobiano deve estar bem concentrado no intestino e, não necessariamente, no órgão alvo, como a próstata.
« voltar 1 | 2 | 3 | 4 » seguir
                                      ATMracional, 2008