Módulo 1
Introdução
Insuf. renal
  Introdução
  Conceitos
Insuf. hepática
Antimicrobianos - Base Teóricas e Uso Clínico

IV. Gravidez e puerpério

5. Principais antimicrobianos

Macrolídeos (eritromicina, azitromicina, claritromicina, roxitromicina)

O estearato de eritromicina tem sido administrada sem restrições a gestantes alérgicas à penicilina, no tratamento da sífilis. Com as doses terapêuticas usuais, concentrações séricas muito baixas são encontradas na circulação fetal.




O estolato de eritromicina, que pode causar colestase, deve ser evitado durante a gravidez e ser substituído pelo estearato.

 

 

  • A concentração de eritromicina detectada no sangue do feto (de mãe tratada com esse antimicrobiano) não tem utilidade terapêutica. Assim, recém-nascido de mãe tratada de sífilis com eritromicina, durante a gravidez, deve receber benzilpenicilina.
  • A excreção da eritromicina no leite materno é relativamente elevada, sem proporcionar, no entanto, uma concentração que exija suspensão da amamentação.

A azitromicina é mais segura que a claritromicina durante a gestação. Estudos em animais não mostraram risco de teratogenicidade com o uso da azitromicina. A claritromicina mostrou toxicidade em animais, entretanto o benefício do uso pode exceder o risco em algumas situações.

« voltar 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 » seguir
                                      ATMracional, 2008