Módulo 1
Conceitos gerais
Propriedades
Antimicrobianos
   ß-Lactâmicos
 Tetraciclinas
 Novos antimicrobianos
Mecanismos de ação
Bibliografia
Antimicrobianos - Base Teóricas e Uso Clínico
III. Antimicrobianos - principais grupos disponíveis para uso clínico

5. Aminoglicosídeos


5.6. Efeitos colaterais

A seguir serão descritos os principais efeitos colaterais relacionados aos aminoglicosídeos.


Nefrotoxicidade
Todos os aminoglicosídeos são potencialmente nefrotóxicos. Manifesta-se clinicamente após 7 a 10 dias de tratamento como uma insuficiência renal aguda do tipo não oligúrica, por necrose tubular aguda.  Há reversibilidade da função renal com a interrupção do tratamento. Fatores de risco incluem: uso concomitante de outras drogas nefrotóxicas, idade avançada, doença hepática subjacente, uso prévio de aminoglicosídeos e estados hipovolêmicos.


Ototoxicidade
É relativamente incomum, porém importante por sua irreversibilidade podendo ocorrer mesmo após a interrupção da droga.


Paralisia neuromuscular
É complicação rara, sendo vista em situações especiais, como na absorção de altas doses intra-peritoneais ou de infusões rápidas do medicamento. Alguns pacientes estão mais susceptíveis a esta complicação, como aqueles que usaram curarizantes, ou pacientes com miastenia gravis, hipocalcemia, hiperfosfatemia, botulismo, nos quais os aminoglicosídeos não devem ser utilizados. O tratamento é feito com administração de gluconato de cálcio.




« voltar 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 » seguir para Macrolídeos
   
RMcontrole. 2007