Acesse o Portal  do Ministério da Saúde
Acesse o Portal do Governo Brasileiro
 
Fale Conosco
Mapa do Site
Sites de Interesse
Perguntas Freqüentes
Escolha seu Perfil
Espaço Cidadão Profissional de Saúde Setor Regulado
Manuais de Acreditação
Notificação de Eventos Adversos e Queixas Técnicas
SINAIS - Sistema Nacional de Controle de Infecções

 

Serviços de Saúde

 

Avaliação em Serviços de Saúde

Bibliografia

Qualidade
Indicadores
Sistema de informações
Vigilância sanitária
Economia da saúde
Autorização de internação hospitalar (AIH)


Qualidade

ASSOCIAÇÃO PAULISTA DE MEDICINA & CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Programa de Avaliação e Controle da Qualidade do Atendimento Médico-Hospitalar, São Paulo, 1992. Informativo CQH. (CQH- Informativo, ano I, nº 3, julho 1992).

DONABEDIAN A. The Epidemiology of Quality. Inquiry, 1985; 22(3): 282-292.


Indicadores

Levantamento bibliográfico

Esta pesquisa bibliográfica foi realizada no dia 8 de novembro de 2002, no sistema "MEDLINE", da "National Library of Medicine".
Os termos pesquisados foram o MESH "Quality Indicators, Health Care" (Norms, criteria, standards, and other direct qualitative and quantitative measures used in determining the quality of health care) e a palavra "hospital". Restringimos a pesquisa para artigos com "abstract", no período 1998-2002.
em word (tamanho do arquivo: 185 kb)
em pdf (tamanho do arquivo: 760 kb) (formato PDF)

Referências bibliográficas

AZEVEDO, A. C. de. Indicadores da qualidade e produtividade em serviços de saúde. Revista Indicadores da Qualidade e Produtividade - IPEA, 1 (1): 47-55, 1993.

BITTAR, O J. N. V., Produtividade em hospitais de acordo com alguns indicadores hospitalares, Rev., B. Saúde Pública, 30 (1): 53-60, 1996;
HOLLAND WW, EC Working Group on Health Services and Avoidable Deaths: European Community Atlas of 'Avoidable Deaths'. Commission of the European Communities. Health Services Research Series n° 9. Oxford Medical Publications, Oxford University Press, 1997, Oxford.

LAURENTI, R. et al. Estatísticas de saúde. 2ª. ed. São Paulo. E.P.U., 1987.

LOHR KN. Outcome Measurement Concepts and Questions. Inquiry, 1988; 25(1): 37-50.

MARINHO, A., Estudo de Eficiência em Alguns Hospitais Públicos e Privados com a Geração de Rankings, Revista de Administração Pública - RAP, Vol. 32, nº 6, nov./dez.: 145-158, 1998;
Artigo completo em pdf (formato PDF)

MARINHO, A., Avaliação da Eficiência Técnica nos Serviços de Saúde dos Municípios do Estado do Rio de Janeiro, Texto para Discussão n. 842, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA, nov., 2001;
Artigo completo em pdf (formato PDF)

MARINHO, A., Façanha, L. O, Hospitais Universitários: Avaliação Comparativa de Eficiência Técnica, Economia Aplicada, vol. 4, (2), abr./jun.: 315-349, 2000;
Artigo completo em pdf (formato PDF)

MARINHO, A., Façanha, L. O, Hospitais Universitários: Indicadores de Utilização e Análise de Eficiência, Economia Aplicada, a sair, vol. 6, (3), jul./set., 2002;
Artigo completo em pdf (formato PDF)

MARTINS M et al. Sistema de informações hospitalares como ajuste de risco em índices de desempenho. Rev. Saúde Pública 2001; 35(2): 185-192.
Artigo completo em pdf (formato PDF)

ROEMER MI, MOUSTAFA AT & HOPKINS CE. A. Proposed Hospital Quality Index: Hospital Death Rates Adjusted for Case Severity. Health Services Research, 1968; 3(2): 93-113.

RUTSTEIN D, BERENBERG W, CHALMERS R, et al: Measuring the quality of medical care.
N. Engl. J. Med, 1976, 297(9), 582-588.

RUTSTEIN D, BERENBERG W, CHALMERS R, et al: Measuring the quality of medical care: 2nd revision of tables of indexes.
N. Engl. J. Med, 1980, 302(9), 1146.

ZUCCHI, Paola, BITTAR, Olímpio J. Nogueira V. e HADDAD, Nagib. Produtividade em hospitais de ensino no estado de São Paulo, Brasil. Rev Panam Salud Publica, Nov. 1998, vol.4, nº 5. ISSN 1020-4989.


Sistema de informações

CARVALHO DM. Grandes sistemas nacionais de informação em saúde: revisão e discusão da situação atual 1997; IESUS v(4):7-47.

COELI, C. M., Almeida, L. M., Costa, M. C. E., Hospitalizações por doenças associadas a precárias condições de saneamento: um indicador para avaliação dos impactos do programa de despoluição da Baía de Guanabara sobre as condições de saúde. Cad. saúde coletiva (Rio de Janeiro);5(1):65-78, jan./jun. 1997.

ESCOSTEGUY, C. C., Portela, M. C., Medronho, R. A., Vasconcellos, M. T. L., O sistema de informações hospitalares e a assistência ao infarto agudo do miocárdio. Rev. saúde pública;36(4):491-9, ago. 2002.
Artigo completo em pdf (formato PDF)

GOUVEA CS et. al. Produção de serviços e qualidade da assistência hospitalar no Estado do Rio de Janeiro, Brasil- 1992 a 1995. Rev. Saúde Pública. 1997; 31(6): 601-617.
Artigo completo em pdf (formato PDF)

GOUVEA, C. S. D., Tendências recentes na assistência hospitalar no Estado do Rio de Janeiro, 1992 a 1995. Rio de Janeiro, 1996.

IUNES, R. F., III- Impacto econômico das causas externas no Brasil: um esforço de mensuração. Rev. saúde pública;31(4 supl):38-46, ago. 1997.
Artigo completo em pdf (formato PDF)

JARMAN, B., et al., Explaining differences in English hospital death rates using routinely collected data, BMJ.com, Thorax Online, 318 (7197): 1515, 1999;

LEBRÃO ML. Determinantes da morbidade hospitalar em região do Estado de São Paulo(Brasil). Rev. Saúde Pública. 1999; 33(1): 55-63.

LEBRÃO, M. L. Utilização da classificação internacional de doenças em informações de morbidade. São Paulo, Centro da OMS para Classificação de Doenças em Português (Centro Brasileiro de Classificação de Doenças), 1993. (MS/USP/OPAS-OMS - Série Divulgação, nº 8)

LEVCOVITZ, E., Pereira, T. R. C., SIH/SUS(Sistema AIH): uma análise do sistema público de remuneração de internações hospitalares no Brasil-1983-1991., Rio de Janeiro; UERJ/IMS; 1993.

LINGUANOTTO, M. J. R., Internações hospitalares do SUS sob gestão municipal e gestão estadual: realizadas no interior do Estado de São Paulo, no período de janeiro de 1995 a dezembro de 1999. São Paulo, 2001.

MATHIAS, T. A. F., Soboll, M. L. M. S., Confiabilidade de diagnósticos nos formulários de autorização de internação hospitalar. Rev. saúde pública;32(6):526-32, 1998.

MELLO J. M. H., Koizumi, M. S., Gawryszewski, V. P., Borges, F., Acidentes de moto no final do segundo milênio: estudo dos pacientes internados no município de São Paulo. Rev. ABRAMET;(jan.-fev):53-62, 2001. São Paulo.

MELLO JORGE, M. H. P. de et al. O sistema de informação sobre nascidos vivos - SINASC. São Paulo, Centro da OMS para Classificação de Doenças em Português (Centro Brasileiro de Classificação de Doenças), 1992. (MS/USP/OPAS-OMS - Série Divulgação, nº 7)

MENDES ACG et. al. Avaliação do Sistema de informações hospitalares- SIH/SUS como fonte complementar na vigilância e monitoramento de doenças de notificação compulsória. IESUS 9(2):67-87.

PORTELA, M. C., Schramm, J. M. A., Pepe, V. L. E., Noronha, M. F., Pinto, C. A. M., Cianeli, M. P. Algoritmo para a composição de dados por internação a partir do sistema de informações do sistema único de saúde (SIH/SUS): composição de dados por internação a partir do SIH/SUS. Cad. Saúde Pública;13(4):771-4, out./dez., 1997.

REIS, C. O. O., Aquino, L. M. C., Nogueira, R. P., Financiamento público dos recursos humanos em saúde : o caso do nordeste., UERJ/IMS; 1999. Rio de Janeiro;

REIS, C. O. O., A AIH nos tempos do real., Rio de Janeiro; FIOCRUZ/NEES.

REIS, O., Como vai nossa amiga AIH?. Conjunto saúde;(19):14-20, dez. 1994.

RODRIGUES, C. S., Magalhães, J. H. M., Evangelista, P. A., Ladeira, R. M., Laudares, S., Perfil dos nascidos vivos no município de Belo Horizonte, 1992-1994. Cad. saúde pública;13(1):53-7, jan./mar. 1997.

VERAS, C. M. T., Martins, M. S., A confiabilidade dos dados nos formulários de autorização de internação hospitalar (AIH), Rio de Janeiro, Brasil. Cad. saúde pública;10(3):339-55, jul./set. 1994.



Vigilância Sanitária

COSTA, E. A. Vigilância Sanitária: Proteção e defesa da Saúde. São Paulo, Ed. Hucitec/Sobravime, 1999.



Economia da saúde

CULYER: A., J., &. Newhouse, J. P., (eds.), Handbook of Health Economics, Elsevier, North-Holland, Pergamon, 2000;

EPSTEIN AM, STERN RS & WEISSMAN JS. Do The Poor Cost More? A Multihospital Study of Patients' Socioeconomic Status and Use of Hospital Resources. The New England Journal of Medicine, 1990; 322(16): 1122-1128.

FRIED, H. O., Lovell, C. A. K. & Schmidt, S. S., The Measurement of Productivity Efficiency. Techniques and Applications, N. Y., Oxford University Press, 1993;

GREENE, W. H., Econometric Analysis, 3 rd ed., London, Prentice-Hall International 1997;


Autorização de internação hospitalar (AIH) como fonte de dados

Os textos relacionados a seguir foram selecionados por exemplificarem o uso de bancos de dados dos sistemas de informação em saúde no país, mais especificamente do Sistema de Informação Hospitalar (SIH).

Nesse artigo, Sistemas de Informação em Saúde e a Vigilância Epidemiológica, do Guia da Vigilância Epidemiológica da Fundação Nacional de Saúde (FUNASA), encontra-se uma apresentação dos diferentes sistemas de informação existentes no Ministério da Saúde e a importância dos mesmos para a epidemiologia.

O artigo Internações pediátricas no Hospital Universitário Regional Norte do Paraná, 1998, publicado na Revista Espaço para a Saúde, utiliza AIH como fonte de dados e estuda algumas características da internação pediátrica no norte do Paraná.

No texto O uso de árvores de decisão na descoberta de conhecimento na área da saúde, os autores apresentam um estudo dos métodos de mineração, aplicados a dados obtidos junto à secretaria de saúde do estado do Rio Grande do Sul.

O texto Ferramenta para descoberta de regras de associação em bancos de dados relacionais na área de saúde, apresenta um modelo e ferramenta de mineração de dados, validado com regras de bancos do SUS.

No texto Morbimortalidade Por Traumatismo Crânio-Encefálico No Município De São Paulo, 1997 encontra-se um estudo sobre a morbimortalidade por traumatismo crânio-encefálico no Município de São Paulo, usando como fonte dados do Ministério da Saúde relativos às saídas hospitalares, analisadas a partir das Autorizações de Internação Hospitalar (AIH) e dados de óbitos por causas externas contidas no banco do Programa de Aprimoramento das Informações de Mortalidade (PROAIM).

O Relatório de pesquisa morbidade e mortalidade feminina na Bahia retrata a situação da saúde das mulheres no Estado da Bahia. Utilizou-se como fonte de dados o Sistema de Informação Hospitalar (SIH) e Sistema de Informação de Mortalidade (SIM).

O artigo Mortalidade nos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais traz um estudo comparativo da mortalidade nestes estados. Entre as fontes utilizadas pelos autores destaca-se o Sistema de Informação de Mortalidade.

No texto O impacto econômico do HIV/AIDS no Brasil , o autor analisa os principais aspectos da epidemia, tendências e o impacto econômico da AIDS no Sistema Único de Saúde.

 
Endereços Importantes
  Voltar Subir Imprimir  
Copyright 2003 - Anvisa