Módulo 1
Introdução
Propriedades
  Farmacocinética
Tratamento
Comunitárias
Antimicrobianos - Base Teóricas e Uso Clínico

III. Tratamento das infecções comunitárias e relacionadas à assistência à saúde diante da resistência microbiana

1. Comunitárias - infecções adquiridas na comunidade
1.1. Trato respiratório

Pacientes que não precisam ser hospitalizados e não apresentam fator de risco de gravidade
Antimicrobianos recomendados (nenhuma ordem de preferência):

  • amoxicilina;
  • macrolídeo (azitromicina ou claritromicina ou eritromicina);
  • fluoroquinolona com atividade anti-pneumocócica (levofloxacina ou gemifloxacina ou moxifloxacina).

Alternativas:
Cefpodoxima, cefuroxima, cefprozil, amoxicilina-clavulanato.

Observações:

  • as tetraciclinas não foram incluídas como agentes antimicrobianos preferidos, devido às altas taxas de resistência do pneumococo no Brasil;
  • sulfametoxazol - trimetoprima não é recomendada devido à alta resistência entre S. pneumoniae. e H. influenzae no Brasil;
  • não são recomendadas as cefalosporinas com baixa atividade para pneumococo: cefalexina, cefaclor, cefoxima e cefadroxil.


Pacientes que não precisam ser hospitalizados, mas apresentam fator de risco de gravidade

Antimicrobianos recomendados (nenhuma ordem de preferência):

  • fluoroquinolona com atividade anti-pneumocócica (levofloxacina ou gemifloxacina ou moxifloxacina) ou;
  • amoxicilina - clavulanato ou uma cefalosporina (segunda ou terceira geração: cefpodoxima ou cefuroxima ou cefprozil) mais um macrolídeo (azitromicina, claritromicina ou eritromicina), quando há sinais de pneumonia causada por "patógenos atípicos" (Clamydia pneumoniae, Legionella spp. ou Mycoplasma pneumoniae).


Pacientes que precisam ser hospitalizados, porém em uma enfermaria clínica

Antimicrobianos recomendados (nenhuma ordem de preferência):

  • ceftriaxona intravenosa ou cefuroxima mais claritromicina ou azitromicina, quando há suspeita de "pneumonia atípica", ou;
  • fluoroquinolona intravenosa (levofloxacina ou moxifloxacina).

Alternativas:
Amoxicilina - clavulanato ou ampicilina - sulbactam mais claritromicina, quando há suspeita de "pneumonia atípica".

Observações:

  • ampicilina - sulbactam pode ser usado neste grupo de pacientes; porém, sugere-se empregar este agente principalmente para tratar infecções causadas por Acinetobacter spp. multirresistente;
  • quando há aspiração ou quando existe suspeita de infecção por bactérias anaeróbias, como a causa de pneumonia (em paciente alcoólatra, idosos com estado mental alterado) é necessária a adição de uma droga com atividade anaerobicida (clindamicina ou ampicilina - sulbactam ou amoxicilina - clavulanato ou metronidazol).
« voltar 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 10 | 11 | 12 » seguir
                                      ATMracional, 2008