V - Teste de sensibilidade aos antimicrobianos (TSA)

1. Pontos críticos

  • Procedência dos discos, meios, cepas de fabricantes com certificação e que atendam as normas do CLSI;
  • O acondicionamento do estoque dos discos, fitas Etest ® ou sais de antibióticos, principalmente os beta-lactâmicos, deve ser em freezer a ≤ -14ºC acompanhados de dissecante para evitar degradação dos antibióticos. Após serem retirados do freezer para uso na rotina, os discos podem ser mantidos em geladeira por cerca de uma semana (2 - 8ºC com dissecante). No momento da utilização deixar os discos fora da geladeira até atingirem a temperatura ambiente;
  • As cepas ATCC devem permanecer estocadas em freezer, preferencialmente a ≤ -60ºC, ou pelo menos a ≤ -20ºC;
  • Para o preparo do meio, seguir estritamente as instruções do fabricante, diluindo o meio em pó em água deionizada (tipo II) ou purificada (tipo I);
  • Distribuir em placas de Petri sobre superfície absolutamente plana para obter profundidade uniforme de aproximadamente 4 mm.
Figura 1 - Medida do diâmetro
da placa

Figura 2 - Modo correto de
medir o meio

Figura 3 - Modo errado de
medir o meio



NOTA

Isto corresponde a cerca de 60 mL em placas de 150 mm e 25 mL em placas de 90 mm. Para calcular o volume exato necessário para atingir a profundidade almejada, pode-se utilizar a fórmula:

V = π. r2. h

V = volume de meio (em cm3 ou mL)
π = 3,14
r = raio da placa (em mm)
h = espessura (4 mm)

O resultado do volume sairá em mm3 , que, dividindo por 1.000, dá o volume em mL. O uso de bombas de distribuição automática de meios pode auxiliar na uniformização e garantia do volume dispensado por placa.



anterior
1 - 2 - 3 - 4

© Copyright 2008, MC boas práticas. Todos os direitos reservados