Módulo 1
Conceitos gerais
Propriedades
Antimicrobianos
   ß-Lactâmicos
 Tetraciclinas
 Novos antimicrobianos
Mecanismos de ação
Bibliografia
Antimicrobianos - Base Teóricas e Uso Clínico
III. Antimicrobianos - principais grupos disponíveis para uso clínico

8. Nitroimidazólicos

8.5. Efeitos colaterais


Raramente são graves para se descontinuar a terapia. As manifestações mais comuns são:

  • cefaléia, náuseas, secura e gosto metálico na boca. Eventualmente ocorrem vômitos, diarréia e desconforto abdominal, glossite e estomatite, comumente associadas à candidíase;
  • zumbidos, vertigem, convulsões, ataxia cerebelar, neuropatia periférica são raros, ocorrendo com uso prolongado e em doses altas, levando à suspensão das drogas;
  • raramente ocorrem urticária, exantema maculopapular, queimação uretral à micção, cistite e ginecomastia.

Embora usado no tratamento da colite pseudomembranosa, há raros relatos da doença associada ao metronidazol.
A reação tipo “dissulfiram” caracteriza-se por desconforto abdominal, rubor, vômitos e cefaléia e ocorre quando o paciente ingere bebidas alcoólicas durante o tratamento com metronidazol; embora seja incomum, o paciente deve ser orientado sobre este efeito.

É contra-indicada no primeiro trimestre da gestação (risco C), mas pode ser usada quando houver necessidade real nos trimestres restantes e durante a amamentação.




« voltar 1 | 2 | 3 | 4 | 5 » seguir para Cloranfenicol
   
RMcontrole. 2007