Módulo 1
Mecanismos
Alteração de permeabilidade
Alteração do sítio de ação
Bomba de efluxo
Mecanismo enzimático
Gram-positivos
Staphylococcus aureus
Enterococcus spp.
Streptococcus pneumoniae
Gram-negativos
Aminoglicosídeos
Quinolonas
β-lactâmicos
Carbapenens
Bibliografia
Antimicrobianos - Base Teóricas e Uso Clínico

II. Gram-positivos - resistência aos antimicrobianos

3. Streptococcus pneumoniae

Mecanismo de Resistência das Cepas S. pneumoniae resistentes à penicilina

A resistência à penicilina resulta de alterações das PBPs, responsáveis pelo alongamento dos fragmentos de peptideoglicano, que estruturam a parede celular.

São definidos dois grupos dos estreptococos resistentes às drogas; PRSP (Penicilin resistant Streptococcus pneumoniae) resistente à penicilina e DRSP (Drug resistant Streptococcus pneumoniae) que é resistente a múltiplas classes, com resistência total ou intermediária à penicilina associada à pelo menos um agente antimicrobiano de outra classe.

Resistência do S. pneumoniae frente a diferentes classes de antimicrobianos

  • Penicilina
  • Macrolídeos
  • Tetraciclina
  • Sulfa
  • Fluoroquinolonas
  • Vancomicina
  • Cloranfenicol
« voltar 1 | 2 | 3 » seguir
   
RMcontrole. 2007